5 exames que uma mulher deve fazer antes de engravidar

porexame

5 exames que uma mulher deve fazer antes de engravidar

5 exames que uma mulher deve fazer antes de engravidar
Gostou ?

A gravidez é um momento especial e é importante que o organismo esteja preparado e saudável para passar por esse período com tranquilidade. Muitas mulheres se preocupam em preparar a casa para a chegada do bebê, mas acabam se esquecendo de si mesmas!

O que várias futuras mamães não sabem é que podem cuidar do seu corpo antes mesmo de engravidar. Isso acontece através dos exames pré-concepcionais, que avaliam a condição física da mulher e possíveis problemas que podem vir a ocorrer na gestação e com o bebê. Portanto, fazer exames antes de engravidar é uma prática que pode (e deve) ser feita por mulheres que estão planejando sua gravidez.

Saiba mais sobre o assunto e fique preparada!

O que são os exames pré-concepcionais?

São exames em que o médico avalia as condições físicas e psicológicas da futura gestante. Eles permitem identificar doenças que possam ser prejudiciais ao bebê, como lúpus, diabetes, hipertensão e até mesmo depressão. O histórico clínico da paciente também é analisado e o médico verifica eventuais problemas genéticos na família da mulher e de seu parceiro, como fibrose cística e síndrome de Down.

Quais exames fazer antes de engravidar?

Hemograma completo

O médico solicita esse exame para verificar a saúde geral da futura gestante. Através dele, é possível diagnosticar diversas doenças, infecções e quadros tóxicos. Ele avalia também a imunidade da mulher para doenças como rubéola, hepatite B e toxoplasmose.

Tipo sanguíneo

Saber qual o tipo sanguíneo e o fator RH dos futuros pais é extremamente importante para a saúde do bebê. O RH é uma proteína que pode estar ou não presente no sangue, se a mulher possui RH negativo e o homem positivo, existe a possibilidade do filho nascer com o RH positivo. O problema nesses casos acontece na hora do parto: quando a mãe entra em contato com o sangue do bebê, seu corpo desenvolve anticorpos para o RH positivo. Caso o próximo filho também seja RH positivo, a segunda gestação estará em risco.

Mas não se assuste! Existe uma solução para essa incompatibilidade sanguínea, chamada de Eritroblastose Fetal: a vacina gamaglobulina anti-D. Ela reduz as chances a um nível quase nulo. Caso a mãe seja RH positivo e o filho RH negativo, não há problema, pois a doença não se apresenta nesse caso.

Exame de urina

Detecta possíveis infecções no trato urinário, que podem estar associadas a abortos espontâneos, parto prematuro e desnutrição do bebê.

Exame de fezes

O intuito desse exame é identificar a presença de parasitas e bactérias que podem contribuir com doenças que ocasionam a perda de mineral e de ferro, substâncias importantes na formação do bebê. Também avalia o nível da função imunológica do intestino e de bactérias benéficas.

Glicemia de jejum

Avalia o risco ou a presença da doença Diabetes Melittus, mesmo que a futura gestante não apresente nenhum sintoma. É um exame de extrema importância, pois caso a mãe apresente a doença, podem ocorrer abortos espontâneos e má formação do bebê.

Qual a importância de fazer exames antes de engravidar?

Por meio dos exames pré-concepcionais, o médico é capaz de identificar possíveis disfunções que podem prejudicar o bebê e a mãe. Através das avaliações hormonais, por exemplo, é possível verificar a necessidade de novas vitaminas, como o ácido fólico, cuja ausência no organismo pode causar defeitos na formação do tubo neural do bebê.

Outro exemplo é o exame de sangue, que avalia se a gestante possui imunidade para rubéola. Caso não tenha, é preciso tomar a vacina e esperar cerca de um mês para engravidar. E todas as futuras gestantes precisam ter todas as vacinas em dia!

Mas não são só os exames antes de engravidar que podem garantir uma gestação saudável! Praticar exercícios físicos regularmente, consultar seu médico com frequência e manter uma dieta equilibrada — alguns alimentos podem ajudar na fertilidade da mulher — são maneiras simples de conseguir uma gestação mais tranquila.

Aliar esses procedimentos aos exames pré-concepcionais permitem à mulher uma gravidez com mais saúde e sem sustos. Por isso, sempre que for possível planejar, não pense duas vezes: use todos os métodos disponíveis e faça com que seu corpo esteja preparado para a chegada do seu bebê!

A gravidez é um momento especial e é importante que o organismo esteja preparado e saudável para passar por esse período com tranquilidade. Muitas mulheres se preocupam em preparar a casa para a chegada do bebê, mas acabam se esquecendo de si mesmas!

O que várias futuras mamães não sabem é que podem cuidar do seu corpo antes mesmo de engravidar. Isso acontece através dos exames pré-concepcionais, que avaliam a condição física da mulher e possíveis problemas que podem vir a ocorrer na gestação e com o bebê. Portanto, fazer exames antes de engravidar é uma prática que pode (e deve) ser feita por mulheres que estão planejando sua gravidez.

Saiba mais sobre o assunto e fique preparada!

O que são os exames pré-concepcionais?

São exames em que o médico avalia as condições físicas e psicológicas da futura gestante. Eles permitem identificar doenças que possam ser prejudiciais ao bebê, como lúpus, diabetes, hipertensão e até mesmo depressão. O histórico clínico da paciente também é analisado e o médico verifica eventuais problemas genéticos na família da mulher e de seu parceiro, como fibrose cística e síndrome de Down.

Quais exames fazer antes de engravidar?

Hemograma completo

O médico solicita esse exame para verificar a saúde geral da futura gestante. Através dele, é possível diagnosticar diversas doenças, infecções e quadros tóxicos. Ele avalia também a imunidade da mulher para doenças como rubéola, hepatite B e toxoplasmose.

Tipo sanguíneo

Saber qual o tipo sanguíneo e o fator RH dos futuros pais é extremamente importante para a saúde do bebê. O RH é uma proteína que pode estar ou não presente no sangue, se a mulher possui RH negativo e o homem positivo, existe a possibilidade do filho nascer com o RH positivo. O problema nesses casos acontece na hora do parto: quando a mãe entra em contato com o sangue do bebê, seu corpo desenvolve anticorpos para o RH positivo. Caso o próximo filho também seja RH positivo, a segunda gestação estará em risco.

Mas não se assuste! Existe uma solução para essa incompatibilidade sanguínea, chamada de Eritroblastose Fetal: a vacina gamaglobulina anti-D. Ela reduz as chances a um nível quase nulo. Caso a mãe seja RH positivo e o filho RH negativo, não há problema, pois a doença não se apresenta nesse caso.

Exame de urina

Detecta possíveis infecções no trato urinário, que podem estar associadas a abortos espontâneos, parto prematuro e desnutrição do bebê.

Exame de fezes

O intuito desse exame é identificar a presença de parasitas e bactérias que podem contribuir com doenças que ocasionam a perda de mineral e de ferro, substâncias importantes na formação do bebê. Também avalia o nível da função imunológica do intestino e de bactérias benéficas.

Glicemia de jejum

Avalia o risco ou a presença da doença Diabetes Melittus, mesmo que a futura gestante não apresente nenhum sintoma. É um exame de extrema importância, pois caso a mãe apresente a doença, podem ocorrer abortos espontâneos e má formação do bebê.

Qual a importância de fazer exames antes de engravidar?

Por meio dos exames pré-concepcionais, o médico é capaz de identificar possíveis disfunções que podem prejudicar o bebê e a mãe. Através das avaliações hormonais, por exemplo, é possível verificar a necessidade de novas vitaminas, como o ácido fólico, cuja ausência no organismo pode causar defeitos na formação do tubo neural do bebê.

Outro exemplo é o exame de sangue, que avalia se a gestante possui imunidade para rubéola. Caso não tenha, é preciso tomar a vacina e esperar cerca de um mês para engravidar. E todas as futuras gestantes precisam ter todas as vacinas em dia!

Mas não são só os exames antes de engravidar que podem garantir uma gestação saudável! Praticar exercícios físicos regularmente, consultar seu médico com frequência e manter uma dieta equilibrada — alguns alimentos podem ajudar na fertilidade da mulher — são maneiras simples de conseguir uma gestação mais tranquila.

Aliar esses procedimentos aos exames pré-concepcionais permitem à mulher uma gravidez com mais saúde e sem sustos. Por isso, sempre que for possível planejar, não pense duas vezes: use todos os métodos disponíveis e faça com que seu corpo esteja preparado para a chegada do seu bebê!

Veja:

Sobre o Autor

exame administrator

Deixe uma resposta